"É preciso que todos os homens permaneçam seres humanos durante todo o tempo em que estiverem vivos." Simone de Beauvoir

24 de mai de 2014

Quedas em Idosos: Você sabe quais são os fatores de risco extrínsecos?

O equilíbrio é o resultado da interação harmônica de diversos sistemas do corpo
humano: vestibular, visual, somatossensorial e musculoesquelético. Cada um desses sistemas possui componentes que, com o processo de envelhecimento, podem sofrer perdas funcionais que dificultam o funcionamento e a execução da resposta motora responsável pela manutenção do controle da postura e do equilíbrio corporal, o que, por sua vez, pode gerar prejuízos funcionais para o idoso em decorrência de quedas. 
A importância de identificar os fatores de risco para quedas em idosos está na possibilidade de planeja estratégias de prevenção, reorganização ambiental e de reabilitação funcional.
Assim, a avaliação dos fatores extrínsecos que podem resultar em quedas deve estar diretamente relacionada com a capacidade funcional de cada indivíduo. A partir dessa avaliação é possível passar orientações em relação ao ambiente como:
  • remoção de tapetes;
  • evitar que o idoso utilize escadas;
  • alertar quando o piso estiver molhado;
  • dispor os utensílios mais utilizados pelo idoso em locais mais acessíveis;
  • prestar atenção aos obstáculos no caminho (fios, móveis baixos, pequenos objetos, etc.);
  • usar corrimãos em corredores e banheiros;
  • dispor de uma iluminação adequada no ambiente doméstico;
  • ter cuidado com degraus altos e/ou estreitos;
  • prestar mais atenção em vias públicas mal conservadas, com buracos e irregularidades;
  • corrigir órteses que estejam inadequadas; etc.
Tais orientações e cuidados podem permitir ao indivíduo que esteja apresentando quedas frequentes (ou nem tão frequentes assim) demonstrar sua real capacidade na execução das suas tarefas de vida diária.

Leia mais sobre quedas _ Fatores Intrínsecos: Quedas em idosos: você sabe quais são os principais fatores de risco?

Aconselho checar os artigos de algumas referências abaixo. São muito interessantes!

Referências:
- Almeida, S.T. et al. Análise de fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a quedas em idosos. Revista da Associação Médica Brasileira. Julho/Agosto, 2012.

- Horak, F.B. Postural orientation and equilibrium: what do we need to know about neural control of balance to prevent falls? Age Ageing, 2006.

- Ferraz, M., Barela, J., Pellegrini, A. Acoplamento sesório-motor no controle postural de indivíduos idosos fisicamente ativos e sedentários. Motriz, 2001.

- Masud, T., Moris, T.O. Epidemiology of falls. Age Ageing, 2001.

- Chen, Y., Hwang, S. et al. Risk factors for falls among elderly men in a veterans home. Journal of the Chinese Medical  Association, 2008. 

- Chang, J., Morton, S. et al. Interventions for the prevention of falls in older adults: systematic review and meta-analysis of randomized clinical trials. BMJ, 2004.

- Rebelatto, J.R., Morelli, J.G.S. Fisioterapia Geriátrica: A prática da assistência ao idoso. Editora Manole. 2ª Edição, 2007.


Nenhum comentário:

Postar um comentário